Como saber se um produto foi testado em animais?

06 setembro, 2018

My Bunny Land - Cruelty-Free Beauty Blog


Infelizmente, saber se um produto foi ou não testado em animais pode ser uma tarefa árdua. Nem sempre é fácil identificar e saber se aquele produto x é livre de crueldade animal. Isto deve-se a imensos fatores: como as leis que vigoram em certos países, estratégias de marketing das marcas, falta de transparência com o comprador, etc... E quando contactadas, por vezes algumas marcas conseguem ser bem restritas quanto à divulgação da formulação dos seus produtos e em relação aos testes efetuados em laboratório para garantir a segurança do produto.

Como tem sido um tema bastante controverso e já se comprovou que sacrificar e matar animais em laboratório não tem qualquer fundamento cientifico e ético, muitos países começaram a criar leis que impedem este tipo de práticas hediondas. Um exemplo disso, é o caso da União Europeia que criou leis que proíbem totalmente os testes em animais para fins cosméticos. Assim, desde o dia 11/09/2004, é proibido efetuar testes em animais para produtos cosméticos. Desde o dia 11/03/2009, é proibido, efetuar testes em animais para os ingredientes - exceto caso não existissem métodos alternativos, o que também foi proibido em 2013. Resumindo, na Europa é proibido testar em animais!

Qualquer marca produzida na Europa e comercializada apenas no espaço Europeu, "em regra" é cruelty-free. No entanto, como vos disse em cima, identificar uma marca como sendo cruelty-free nem sempre é tão linear. Apesar dos produtos serem fabricados na União Europeia, podem ser depois comercializados em outros países fora da União Europeia. E é aqui que as questões éticas têm uma forte influência. Pois uma marca que queira ser vista como amiga dos animais, nunca pode aceitar comercializar os seus produtos, em países cujas leis ainda obrigam à realização destes testes.

Temos por exemplo, o caso do mercado chinês. Lá para que o produto seja aceite, são necessários testes em animais, ou seja, mesmo que a marca não teste, as autoridades chinesas podem decidir, de forma completamente unilateral, testar elas mesmas, os produtos cosméticos antes da comercialização no seu território.
Ou seja, qualquer marca, para entrar no mercado chinês tem de submeter animais a estes testes. O que acontece com a maioria das marcas mais conhecidas (L'Oréal, Shiseido, Caudalie, Yves Rocher, Oriflame, Avon ... e por aí adiante). 

Por comercializarem na China, para mim deixam de ser automaticamente marcas cruelty-free, porque apesar de garantirem que não testam em animais, ao quererem faturar milhões no mercado chinês, estão a corroborar ocultamente com estas práticas. E uma marca que queira ser vista como amiga dos animais, não pode de maneira nenhuma estar associada a estes atos cruéis.

Contudo há exceções, como é caso de Hong Kong, em que esses testes não são obrigatórios por lei. Apesar de tecnicamente Hong Kong fazer parte da China, as leis deles são diferentes da China continental. Isso significa, que as marcas que comercializam apenas em Hong Kong podem ser cruelty-free. Daí ser importante saber se a marca vende apenas para Hong Kong ou China continental.


- Como comprar um produto e ter 100% de certeza que não foi testado em animais?

Para terem a total segurança de que o produto é cruelty-free, procurem nas embalagens um destes símbolos:


No entanto, produtos que não tenham estes símbolos nas embalagens, podem não ter sido testados em animais. Muitas marcas cruelty-free escolhem não pagar estas certificações e isso não quer dizer que não sejam cruelty-free. 
Nestes casos devemos pesquisar nos sites das organizações que deixo em baixo, e procurar se a marca se encontra lá.

 Leaping Bunny
 Choose Cruelty Free
 Beauty Without Bunnies

Se estiver lá, ótimo (mil maravilhas), se não estiver, devemos questionar a marca e é aqui que a coisa complica um pouco.

- Como questionar as marcas?

Devemos contactar a marca e fazer as seguintes questões:

- A marca testa nos seus laboratórios (produtos finais, ingredientes ...) em animais?

- Contrata laboratórios independentes para o fazerem?

- A marca possui fornecedores que testam em animais? Como se certifica que os fornecedores não testam?

- Caso comercialize internacionalmente, a marca vende os seus produtos na China ou em algum outro país onde os testes em animais são obrigatórios por lei?

Vão encontrar uma grande variedade de respostas. Umas marcas nem respondem, outras são muito vagas dizendo simplesmente "não testamos em animais" e outras que nos esclarecem todos estes pontos sem qualquer problema.
Pela minha experiência, quando uma marca se prontifica a esclarecer o cliente sem quaisquer reticencias, é porque valoriza a transparência com o cliente e não tem qualquer receio em assumir a sua posição em relação aos testes em animais. Já quando as marcas são muito vagas e pouco esclarecedoras, confesso que me deixam um pouco com o pé atrás e como tal, dependendo da resposta, posso ou não inclui-la na minha Lista de Marcas Cruelty-Free!


Unfortunately, knowing whether or not a product has been tested on animals can be a chore arduous task. It is not always easy to identify and know if that certain product is free of animal cruelty. This is due to many factors: such as the laws in force in certain countries, brand marketing strategies, lack of transparency with the buyer, etc ... And when contacted, some brands may be too restricted to provide information about the formulation of their products and in relation to laboratory tests.

As it has been a very controversial subject and it has been proven that sacrificing and killing animals in the laboratory has no scientific and ethical basis, many countries have begun to create laws that prevent this type of heinous practices. An example of this, is the case of the European Union which has created laws that completely prohibit animal testing for cosmetic purposes. Thus, since 09/09/2004, it is forbidden to carry out tests on animals for cosmetic products. Since 11/03/2009, it is forbidden to carry out animal tests for the ingredients - except in the absence of alternative methods, which was also prohibited in 2013. In summary, in Europe it is forbidden to test on animals!

Any brand produced in Europe and marketed only in the European area, "as a rule" is cruelty-free. However, as I told you above, identifying a brand as being cruelty-free is not always as linear. Although the products are manufactured in the European Union, they can be marketed in other countries outside the European Union. And this is where ethical issues have a strong influence. Because a brand that wants to be seen as animal friendly, can never accept to market its products in countries whose laws still require these tests.

We have, for example, the case of the Chinese market. In order for the product to be accepted, animal testing is required, if the brand does not test, the Chinese authorities can decide, completely unilaterally, to test the cosmetic products themselves before being marketed in their territory.
That is, any brand, to enter the Chinese market need submit animals to these tests. What happens to most of the best-known brands (L'Oréal, Shiseido, Caudalie, Yves Rocher, Oriflame, Avon ... and so on).

Because they market in China, they automatically cease to be cruelty-free brands. Because they assert that they do not test on animals, but they want to bill millions on the Chinese market, and they are corroborating these practices. And a brand that wants to be seen as animal-friendly can not in any way be associated with these cruel acts.

However, there are exceptions, such as Hong Kong, where such tests are not required by law. Although technically Hong Kong is part of China, their laws are different from mainland China. That means, brands that only trade in Hong Kong can be cruelty-free. Consequently it is important to know whether the brand sells only to Hong Kong or mainland China.

- How to buy a product and be 100% sure that it has not been tested on animals?

To be absolutely sure that the product is cruelty-free, look for one of these symbols on the packaging:


However, products which do not have these symbols on the packaging may not have been tested on animals. Many cruelty-free brands choose not to pay for these certifications and that does not mean that they are not cruelty-free.
In these cases we should search the sites of the organizations that I leave below, and look for the brand is there.


If it is there, great , if it is not, we should question the brand and that is where the things complicate a little bit.

- How to question brands? 

We should contact the brand and ask the following questions:

- Does the brand test in its laboratories (final products, ingredients ...) in animals

- Do you hire independent labs to do it? 

- Does the brand have suppliers who test on animals? How do you make sure suppliers do not test? 

- If you market internationally, does the brand sell its products in China or in some other country where animal testing is required by law?

You will find a wide variety of answers. Some brands do not respond, others are very vague, simply saying "we do not test on animals" and others that clarify all these points without any problem.

In my experience, when a brand is willing to clarify the customer without any hesitation, it is because it values ​​transparency with the customer and has no fear of assuming its position regarding animal testing. Already when the brands are very vague, I confess that they leave me a little behind and as such, depending on the answer, I can or can not include it in my List of Cruelty-Free Brands!

7 comentários

  1. Eu sou sincera, nunca questiono as marcas quanto a serem ou não cruelty free. Não me sinto à vontade para fazer, procuro saber de outra forma.
    Sem dúvida que foi um post bastante esclarecedor!

    ResponderEliminar
  2. Neste momento, já priorizo marcas que não testem em animais apesar de ainda consumir algumas que o fazem, pelo menos na China :( Obrigada pela dica, já conhecia a regra dos símbolos, mas nunca me lembrei de contactar a marca.

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
  3. Sem dúvida um post muito esclarecedor!

    https://quase-italiana.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. gostei das dicas! eu por acaso não costumo ter esse cuidado ao comprar estes produtos mas com estas dicas é mais fácil, vou ficar mais atenta.
    beijinhos :) https://ratsonthemoon.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Não fazia ideia de que Hong Kong tinha as suas próprias regras, isso é ótimo! Era revendedora Oriflame e deixei de o ser, uma das razões foi essa mesmo de não ser cruelty free.
    Adorei o post, tens aí informação muito importante! kiss^^

    Patsilvarte : blog -> Giveaway | youtube

    ResponderEliminar
  6. Estas áreas conseguem ser sempre meio cinzentas.... O que querem é faturar bastante.
    Um beijinho grande*
    Vinte e Muitos

    ResponderEliminar
  7. Adoreiii o blog! E o post super informativo! Beijinhos querida!


    BLOG | FACEBOOK | INSTAGRAM | PINTEREST

    ResponderEliminar

ATENÇÃO:
- Qualquer dúvida ou questão será respondida directamente no post! Clique em "notifique-me" abaixo do seu comentário para receber por e-mail a resposta dada.

Obrigada pela visita, pelo comentário e por todo o carinho!! ❤

Latest Instagrams

© My Bunny Land - Cruelty-Free Beauty Blog. Design by FCD.