Será a Dove Cruelty-Free? Entenda toda a polémica envolvendo a marca!

15 novembro, 2018

My Bunny Land

Olá, bunny! Como estás?

Se acompanhas todas as novidades do universo cruelty-free, certamente que terás ouvido que a Dove é agora certificada pela PETA como uma marca "amiga dos animais". Mas será mesmo assim? Quando a noticia foi divulgada nas redes sociais da marca, houve inevitavelmente uma explosão de comentários que inundaram a Internet. Algumas pessoas estavam felizes, já outras acharam a noticia demasiado boa para ser verdade. Eu fui uma delas.

Estaria a Dove, uma das marcas que pertence à Unilever (tão conhecida por vender imensas marcas na China) a mudar as suas políticas e a sair do mercado chinês?
Humm.... e foi aqui que toda a polémica começou. Tal como eu, imensas pessoas se questionaram sobre isto.

A marca inevitavelmente foi bombardeada com imensas perguntas e eu fui acompanhando muito de perto toda a reação e explicações da Dove.

Como a Dove conseguiu ganhar o título de marca Cruelty-Free?


Aparentemente pensámos todos que a Dove se iria retirar do mercado Chinês. O que era uma coisa fantástica! Uma marca Unilever sair da China iria impulsionar muitas mais marcas a fazerem o mesmo. No entanto, não é bem isso que vai acontecer. Numa resposta a um consumidor a Dove afirma que:

"As autoridades chinesas têm regulamentos de segurança que exigem que alguns produtos cosméticos importados sejam testados em animais. A partir de Dezembro de 2017, deixámos de importar novos produtos para a China, o que exigiria testes em animais. Todos os produtos que a Dove vai lançar na China no futuro serão produzidos localmente ou vendidos através de canais internacionais, nenhum dos quais requer tais testes. Como marca, somos certificados como livres de crueldade pela PETA"




Ou seja, a Dove compromete-se a deixar de lado as importações de produtos para a China e a produzir localmente os seus produtos ou então vende-los por canais internacionais. Desta forma nenhum dos seus produtos irá ser testado.

Não nos podemos esquecer também, que a 30 de Junho de 2014 a China retirou a exigência de testes em animais para cosméticos fabricados no próprio país. Além disso, mesmo que esses testes já não sejam obrigatórios por lei para produtos produzidos lá, não são proibidos. Embora existam outros métodos alternativos, os testes em animais podem ainda ser utilizados. Regra geral, são mais baratos e mais rápidos.

A China mudou em 2014 as leis para produtos produzidos no próprio país, no entanto não proibiu o uso de animais em testes. Logo o que a Dove afirmou, parece-me ter caído por terra. As autoridades chinesas já não são obrigadas a testar em animais produtos produzidos por eles, mas também não é uma atividade proibida! E é aqui que começam as dúvidas dos consumidores em relação à Dove.

“Nós mudamos os produtos que oferecemos aos consumidores chineses. As autoridades chinesas mudaram as regulamentações em 2014 e agora permitem que certos produtos cosméticos que são fabricados na China não requeiram testes em animais, e esses são os produtos que vamos oferecer

No entanto, não é assim tão simples pois a China tem as suas leis pós comercialização que requerem muitas vezes testes em animais. Quando confrontada com isso, a Dove assumiu que:

"O teste pós-comercialização é realizado apenas nos casos em que há uma séria preocupação com a segurança do produto e isso não costuma ser um teste em animais, mas envolve análises químicas para materiais contaminantes. A maioria dos governos em todo o mundo se reserva o direito de fazer isso no interesse de proteger a saúde das pessoas. Tais preocupações de segurança são sinalizadas inicialmente com as empresas. Em diálogo com as autoridades chinesas relevantes, foi nos assegurado que eles não pegariam nos produtos e os testariam sem discutir connosco primeiro. Portanto, retiraríamos o produto em vez de estar sujeito (teoricamente) a testes em animais."


Ou seja, a Dove acredita que as autoridades chinesas, que são tão preocupadas com a segurança dos produtos, que exigem testes em animais para todos os produtos vendidos na China continental, iriam dar-se ao trabalho de notificar amigavelmente a marca, em vez de testar os produtos que eles encaram com potencialmente perigosos para a saúde humana e seguir as leis deles?

Não acredito! 

A Dove também não se afirma como isenta das leis pós comercialização. Eles apenas afirmam que "pediram" para serem informados caso as autoridades chinesas tenham alguma preocupação em relação ao produto. Neste caso retirariam o produto.

"Testes pós-comercialização seriam necessários apenas na ocorrência rara de uma séria preocupação de segurança do consumidor. Pedimos às autoridades chinesas que nos notifiquem se tal preocupação existe, por isso podemos retirar o produto em vez de ser sujeito a testes em animais. A Dove não faz e não irá testar em animais. Por favor, veja o link em nossa biografia para mais informações."


E se as autoridades revelassem preocupações com todos os produtos. Seria a Dove capaz de retirar todos os produtos do mercado chinês? Não seria mais fácil sair logo de lá?
São todas estas questões em aberto que deixam a Dove num mar de incertezas.

Vejamos, se os produtos forem produzidos lá, nada nos garante que também não utilizem animais em testes. Como disse anteriormente, a partir de 30 de Junho de 2014 a China retirou a exigência de testes em animais para produtos produzidos por eles, mas não proibiu a prática. Logo, a Dove começar a produzir lá em vez de importar, não muda em nada este paradigma, nem nos dá garantias de nada.

Em relação às leis pós comercialização, também não nos dá certeza de nada, pois a Dove espera que as autoridades caso tenham alguma preocupação com a segurança de um produto, entrem em contacto com ela e o produto seria retirado.
O engraçado seria as autoridades mostrarem preocupações em relação a todos os produtos. Queria ver como a Dove resolveria esta questão.

Como existe tantas incertezas em relação à marca, não posso afirmar que seja ou não cruelty-free. Há tantos "ses" que não têm resposta e que tornam muito difícil assegurar que a Dove seja mesmo Cruelty-Free.
Vamos ver em 2019 como todo o processo vai decorrer na China. Até lá a Dove ficará em stand by!

Mas Andreia, a Dove não ganhou a certificação da PETA? Sim, ganhou. Mas como a PETA  é uma organização com parâmetros muito flexíveis e que exigem pouquíssimos requisitos das marcas para entrarem na sua lista, continuo a preferir deixar esta marca em stand by. Não me sinto segura, em deixar entrar a Dove na minha lista de marcas cruelty-free, pois ainda há muitas questões em aberto e que me deixam com a pulga atrás da orelha :)

E vocês o que acharam disto? Acham que a Dove é mesmo cruelty-free? Não seria muito mais fácil saírem logo do mercado chinês? 
Até ao próximo post :)
Kiss, kiss*


1 comentário

  1. Não conhecia esta polémica mas esta questão toda da lei na china etc, huum cheira-me que eles disseram aí certas coisas para que, caso sejam apanhados a testar em animais na china, não lhes caia a casa em cima...

    Beijinhos, Brenda
    Momentos de Ataraxia

    ResponderEliminar

ATENÇÃO:
- Qualquer dúvida ou questão será respondida directamente no post! Clique em "notifique-me" abaixo do seu comentário para receber por e-mail a resposta dada.

Obrigada pela visita, pelo comentário e por todo o carinho!! ❤

Latest Instagrams

© My Bunny Land - Cruelty-Free Beauty Blog. Design by FCD.